sábado, 5 de setembro de 2015

Reynaldo Jardim continua

Reynaldo Jardim continua ...



PÓS- PARTO

Se de repente se abre um tempo
amargo e a manhã - em vez de cantar
sua alvorada - silencia cinzenta,
ainda assim - confia, son_ha, inventa.
Se de repente se fecha o seu caminho 
e as pontes se quebram sobre os rios
e a aurora silencia cinzenta,
ainda assim - confia, sonha, inventa. 
Confia, que a confiança ilumina
a manhã e abre os portos. E joga
pra frente o passo certo.
Sonha, mas, sem dormir, mantem desperto
teu sentido no amanhã e inventa,
com tuas mãos o caminho a seguir.
E no caminho, não planta rosas
planta couve, alface, beterraba.
Sem fome, toda manhã será dourada.

(fonte: Sangradas Escrituras pág 69
Trabalho de Parto B 25)