quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

da série: POETAS DE SALVADOR


GERALDO FIGUEREDO


da série: "Poetas de Salvador"
01

A OUTRA





Mônica, a outra
bela, charmosa,harmônica
apresenta-se me e fala
voz afônica
soprano, acaba de cantar com a orquestra sinfônica
biônica, abraça e beija-me
beijo atômico
atônito me calo
e me escapo de outros com hálito de amônia
à noite não durmo
pensando
in Sônia

19.02.2015
GERALDO FIGUEREDO                                                                
                     (continua)   
                                                                                                  FELIZ ANO NOVO !!!

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

MetaPoemas- da série "Poetas do Pelô"

"METAPOEMAS e outros temas"  de
SEMÍRAMES SÉ

Que belo e delicioso livro!


...Uma autêntica herdeira de Ana Cristina

mais Teresa Jardim. 
O grito poético da mulher moderna que sabe
das coisas do amor.

Flávio Saulo, escritor, jornalista e videomaker



________________________________________________________________________________


... na linhagem de Leila Míccolis e Teresa Jardim,
Semírames questiona o papel vulgar e secular atribuído
ao sexo feminino...

Douglas de Almeida, poeta e produtor cultural

______________________________________________________________________________--

                                                              " FIM DO COMEÇO"

 

 LEITURA ÓBVIA
PARA QUEM É POETA
 LEITURA ÓBVIA
PARA TODOS OS SENSÍVEIS
    LEITURA POÉTICA
PARA TODOS OS INDIVÍDUOS DA TERRA!



Semírames Sé

domingo, 27 de dezembro de 2015

Semírames Sé - POETAS DO PELÔ

"NOVOS DESAFIOS" ( do livro "MetaPoemas")

 SEMÍRAMES SÉ

Ele me pediu um abrigo
No exílio de idéias
No quartel general
Da poesia.
Asilo para poetas atemporais
Não pude negar...
Um poeta dormindo
Debaixo da ponte
Depois do poente
Só lhe resta estrelas cadente...
Ele quis chorar!
Mas, como todo poeta
Naquela situação
Material básico do cotidiano
Para fazer poesia.
Viu, também, que não estava sozinho,
Que tudo era passageiro e tinha a poesia
Como companheira predileta.
Pegou fôlego
Pegou a mochila
E caiu na estrada anunciando novos tempos
Novos desafios...
De pavio cheio, encho o peito de ar
E sopra seu destino
Que o caminho está livre
Para catar pedras e construir seu castelo.

                                         Para Thiago Gato Preto                                              (direitos reservados)

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Semírames Sé

da série: "Poetas do Pelô"

Desenho - igreja, em, moonlight . Fotosearch - Busca de Ilustrações Clip Arte, Posters de Parede, e Vetores Gráficos EPS


Semírames Sé   (Mirza)


VERSO NECESSÁRIO


QUE O NOSSO DUELO
SEJA UM ELO PARA SEMPRE
UM ELO POÉTICO
ÉTICO
COMO SEMPRE FOI
FONTE DE CRIAÇÃO    
AÇÃO
QUE DESPERTA
O DESEJO E O PRAZER
DE SER POETA
DE RECITAR PARA O MUNDO
DE EXPOR PARA O UNIVERSO
VERSO NECESSÁRIO
PARA TRANSBORDAR POESIA


                       Para  Margareth Castanheiro   

________________________________________________________________________________


                                                         MULHER

SEJA VIÚVA (UVA)
SEJA SOLTEIRA
SEJA CASADA
SEJA DESCARADA
SEJA NAMORADA
SEJA PUTA
SEJA ROMÂNTICA
SEJA ESPOSA
SEJA GAY
SEJA DESQUITADA
E QUIÇA DIVORCIADA
SÓ NÃO QUEIRA SER
CABEÇA ALUGADA

           / Semírames Sé


(direitos reservados)
                                                                                                             (continua)