quarta-feira, 23 de setembro de 2015

bálsamo


       

BÁLSAMO

POETAS NÃO COMPETEM

POETAS 
CONFRATERNIZAM-SE
ESBARRAM-SE NO INFINITO
                            DO INVISÍVEL
SER POETA 
É SER SENSÍVEL
É OUTRO PATAMAR
                  OUTRO NÍVEL
POETA NÃO MORRE: 
PEDE LICENÇA...

ESCORRE PELO CAULE
DA PLANTA MÁGICA 
DA SUA INSTIGANTE... VIDA.

                                     Teresa Jardim
                                       23/ 09 /2015