quarta-feira, 6 de maio de 2015

desígnIos

DESÍGNIOS

As vezes temos que cavar
Fundo para encontrarmos
Água de poesia 
Por vezes jorra e derrama
E não se colhe o poema

Muito do que se sabe

Fica guardado
Para a hora certa
Pelas mãos e pela boca 
Exatas;  e o principal:

_ Pela boa vontade da Vida.


06/05/2015
Teresa Jardim