sábado, 6 de julho de 2013

PERSONAGEM

PERSONAGEM

A poesia continua marginal
Comendo e sendo comida
Pelas bordas
Pelas beiradas
                Sob pressão ela resiste
                Nas vestes dos hippies
                Na nudez indígena
                Na música essencial
A poesia resiste fora da mídia
Segue indiferente ao capitalismo
Que por sua vez a menospreza
Sem dó nem piedade...
                A poesia continua acuada
                Mas verdadeira
                Distribuída na praça e na  feira.
                Lá, ela é pioneira!

                 inéditos 2012       Teresa Jardim