zero melancolia

    ZERO MELANCOLIA

a palavra se anuncia
a palavra no cio
a palavra macia
                o canto da criança
                o direito extremo
                da vida
nos espaços largos
das idéias
a dança dos poetas
                a poesia voa
                plaina  
                num pássaro azul
sem medo
nem desespero
zero melancolia
                 para ser feliz
                 a contento
                 se solta no vento
o que passou já foi
amanha 
é outro dia

o tempo que se tem
é o que se precisa...
para amar
                  o termo
                  não se abstrai
                  inventa
forma o verso
em protesto
e contesta
     
         
09.08.2015
TERESA JARDIM  
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

point

alívio

apenas uma resposta