sábado, 11 de julho de 2015

navegância

   NAVEGÂNCIA


No sexo tudo é permitido
Na cama ou nos tapetes
O corpo, um universo
A se explorar, viajar
De ponta a ponta
Do leme ao pontal

Os corpos brincam
No embalo do oceano
A dor e o desconforto
Sucumbem no mar
Revolto de prazer
E o orgasmo se faz enfim


11.07.2015
Teresa Jardim