Homenagem / Reynaldo Jardim



                                                                 REYNALDO JARDIM
                                                              13/12/1926_02/02/2011

PRIMEIRA  LIÇÃO 


Algo e  preciso dar
e não reter, não mentir
não trair, não subornar
o próprio coração
(mas dar pela razão).

Algo e preciso dar,
mesmo a terra de uso.
Mais que o sangue ao banco,
o coração a quem menos queremos
ou desejamos.
Mais que o corpo morto
ao bisturi dos estudantes.

Algo de nos
mais que o essencial.
O sol da madrugada.

A bandeira de trégua.
O salario de greve.
(Sementes para o trigo de amanha)

Algo de nos;
não o gesto de luta,
mas a luta,
não a caridade piedosa
e nossa floração de ouro e rosa.

Algo e preciso dar, Sebastião,                                                        
O sal do sono.                                                         
algo de amar, algo de pão.                                                                               
Hoje e o verbo dar                                                                                     
a primeira lição,
pois assim, amanha, todos terão.


Reynaldo  Jardim

do livro: Joaquim e outros meninos
(Sangradas Escrituras-DEZ/2009)

                                                                                                                   
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

point

alívio

apenas uma resposta