Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

especial reynaldo jardim

Imagem
POEMA DE REYNALDO JARDIM PARA SEU IRMÃO, 
TAMBÉM SAUDOSO TIO AZAURY

Não quero dizer adeus, eu digo só até já.
Que logo agente se encontra, se vê do lado de lá.
Se chegar antes de mim, mande dizer o que existe,
além do mundo finito, outro mundo alegre ou triste.
Lá em outra dimensão quero saber se persiste
este mundo de ilusão que agente aqui assiste.
Nosso corpo é só casca, um abrigo, um tempo de
provação, um espaço sem sentido? Seremos anti-
matéria, o avesso do real? Uma sombra, uma quimera,
da vida que é real?
É uma viagem fantástica , inútil levar bagagem.
Sem saber qual o destino, sai de graça essa passagem.
Ninguém sabe dia e hora, em que parte esse avião
com destino ao infinito, talvez não saia do chão.

Agente só vive o agora, então, agora é viver.
Acordar de madrugada e ver o dia nascer. Pingar
colírio nos olhos, tomar banho de água fria,
chorar quando for preciso, e cantar só de alegria.
E continuar fazendo tudo que a vida requer.
Almoçar no fast- food, e jantar com a mulher.
O que se deixa da vid…

homenagem ao poeta bocage

Imagem
Bocage 1765/1805
caricaturaem cima do armário / debaixo da pia

VERBO QUENTEBOCA DE BOCAGEPOETA INDEPENDENTEVERSOS INDECENTESBÁSICA CLÁSSICA NERVOSA NÃO COMERCIALIZAPORNÔ- PROTESTO
POR NU CONTEXTO
 EU TE AMO, MAS...QUEM DISSE QUE EU NÃO PRESTOOU MESMOQUE EU NÃOMEREÇALIBIDO/ TESÃO/ DESEJO
PAPANJO TUDO                                        NUM ROMÂNTICO BEIJO!
Teresa Jardim                                                                  28.05.2015

nostalgia ll

Imagem
NOSTALGIA ll
O que se passou... passouNão vou arrastar correntesNem carregar muitos guizosVamos no silêncioDobrar a curva da boa vontadeDevagar, com féAgente chega láA meta- alvo/ todos os objetivosEstamos bem sintonicronizados(magnetizados?)

A mensagem é claraSe instalou na salaAqueceu o ambienteCom sua verdade hereditáriaCrua e veementeNa história de cada vidaUma alegria num momentoJustifica tudo o maisQue se sobrepõeAos humanos lamentos...

27.05.2015Teresa Jardim

maestria

Imagem
MAESTRIA
consagrado pelo povo entãopreparo, paro e ouçoquem sabe se fazer entendersem pesar, nem magoarsem se omitirponderar e reconsiderarcompaixão & consciência

espirito  liberalsem arrastar preconceitonem destruir o que está feitofechado conjecturadoum fim ao triste passadoo hoje é tudo douradoigualdade e bondade

inigualável autenticidade
26/05/2015   Teresa jardim


para- raios

Imagem
PARA- RAIOS

ANDAR PELOS CAMPOSCOMPRAR LIMÃOVAI IRMÃOTER COM OS SEUSBOTÕESCONVERSARCOM AS PRÓPRIAS MÃOSACORDAR ESTRELASE CÂNTICOS DE SAPOBORDAR UM LENÇO OU O GUARDANAPO

DAR SENTIDO A SUA VIDAPROTEGE  SEU CORAÇÃOE FAZ DA VIDA O SEU PÃOAGORA PODE VIRCONSTRÓI O MUNDOTUDO DE NOVOENCANTA COLORINDOA HISTÓRIA DESSE POVOVEM AGORA SIMMAIS LIVRE MAIS BELOMAS... SINCERO


U.D/ 24.05.2015 Teresa Jardim



Zapping 3

Imagem
ZAPPING (3)
ERA TIDO COMO POETAVomitei, cuspi, escreviDesenhei, rabisquei, coloriDescolori, apaguei
Rasguei, despedacei,
Entupi, afundei, afoguei
Nas palavras não ditas
Nas palavras já escritas
No verso desenhado                                                                            
Na linha desejada
Na folha rabiscada
No pedaço rasgado
No peito despedaçado
Na vida esperada
No romance tido como perfeito                              
Na dor tida como passageira
Na razão que não existia
Na esperança, na alegria, na tristeza.
Na morte, na vida, na...Paulo Zapping Enviado por Paulo Zapping em 07/01/2015
Reeditado em 07/01/2015
Código do texto: T5093969
Classificação de conteúdo: seguro
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Paulo Zapping). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

estado de coisa

Imagem
ESTADO DE ESPÍRITO 
A vida é uma gangorrahoras em cima/ horaspra baixo. E tudo é :questão de equilíbriocentrado. Enquanto issobalanço, danço & voo...Empenho-me emcomeçar tudo de novo!
20.05.2015TERESA JARDIM



ESTADO DE ESPÍRITO II 

A instabilidade dos mares.
A serenidade no horizonte.

20.05.2015TERESA JARDIM

vacilo geral

Imagem
DENOMINADOR COMUM
_O que é imprescindível?Tanto para os jardineiros quanto para suas plantas:Simplesmente...o regador

Teresa


GATINHANDO
Porque os jovens pareceminvejarem os mais idosos?Porque nós já temos: meio caminho andado nessa vida

Teresa


CILADA HUMANA

cobra- criada
macaco- velho
onça- pintada
vaca- malhada
tamanduá- bandeira
muitos passarinhos
mortos na estrada...
de segunda 
a segunda- feira!

20/05/2015
Teresa Jardim

navegância

Imagem
JUSTIÇA

Para o pobre que nada tem
Qualquer coisa não serve...

13.05/TERESA JARDIM





ZA- ZEN

_Enquanto indagamos
de onde viemos
e pra onde vamos?

_Esquecemos de saber
quem somos 
e aonde estamos..

18.05 /TERESA JARDIM
 NAVEGÂNCIAde tostão em tostãoo patrãozinhoenche o sacode boca em bocavai-se a Romade mão em mãorola a poesiaem revoluçãorevelação açãopasso a passocompasso largode galho em galhoum salto no espaçoabraço um amigode sol a solde norte a sulabençoo essa tardelouva-se a eternidade
19/05/2015TERESA JARDIM

matheus cannuto 2

Imagem
GATA& GAROTA

O amor deixado para trás e tentado ser esquecido é, como rastros ou lembranças deixadas num vácuo. E tudo é puxado por um buraco negro que um dia foi um campo com as mais belas flores, e agradável de se ficar acompanhado, mas lá, bem lá na frente pode se avistar um ser humano cujo os seus sentimentos não se explicam, e nos seus olhos pode-se ver o reflexo de uma garota linda.
Ele esta aqui para fazer as flores renascerem. E caminhar, correr e ser feliz com aquela menina que sempre sonhou, mas... Ela tem um grande medo, entregar a chave do seu coração. Mas a mão direita ele levanta e, quando ela olha então:
Ele já entregou a sua confiança e o seu próprio coração para ela!

31 de março de 2015 (Uberlândia-M.G)

MATHEUS CANNUTO

dinheiro/ capital/ fuleragem III

Imagem
dinheiro/ capital/ fuleragem III

Em cofres de marfim
Em taças de veneno
Será que eu entendo?
O vômito atômico 
de uma sociedade
decadente 
Lavada na casca
'do maravilhoso alho
No perfume tóxico
da fabricação de um mundo
muito confuso...
Tipos e esterótipos
descriminatórios
reacionários
preconceituosos

Eles estão reservados
Em salas condicionadas
Recondicionadas
Com luz artificial porque
mal podem dar as caras
por estas paisagens
que tem a cor da liberdade

Tem-se por aqui 
o estranho costume
de se deixar impune
O assaltante
dos direitos humanos!

FIM


30.90.2003 Teresa Jardim
(publicado no Jornal "Diário de Catalão")

dinheiro/ capital/ fuleragem ll

Imagem
dinheiro/ capital/ fuleragem II

A RIXA MATERIAL QUE EXISTE
ENTRE AS GENTES DO MUNDO
PROVEM ABSOLUTA, DA
INGESTÃO CONTINUADA: INJEÇÃO
DE ILUSÓRIOS "VALORES" FÚTEIS
MASCARANDO A REALIDADE
COM A MAQUILAGEM IMPORTADA
MELANDO A CARA AMASSADA
- PORQUE NÃO TEM ROSTO
QUEM(?) AINDA ENGANA...

ATRÁS DAS PORTAS/ DEBAIXO DO TAPETE
NO POTE ENFERRUJADO DA INSENSATEZ
NOS BASTIDORES DE UM TEATRO
MANIPULADO DE MARIONETES
ENTRE PSEUDO- ARMADILHAS
DE UMA TAL GUILHOTINA IDEOLÓGICA
SUPERADA/ RETROGRADA/ OBSOLETA
DE UM SISTEMA BEM SECTÁRIO
IN- FE- LI- CI- TA- DA- MENTE
AINDA VIGENTE...

29.09.2003
Teresa Jardim





beleza

Imagem
BELEZA
Amor absoluto, seria aquele amorque faz de tudo pela pessoa que se ama. Atravesso o pais, conquisto o mundo e o submundo; subverto as incoerências...Ainda mais por quem admira-se por amor:Extermino seus demônios, exalto suasqualidades, cesso sua insônia. Intercedonos seus pesadelos, nos seus medosdou um fim.E aproveita-se então para dar-se um jeito,fazer tudo direito. E se bobear, piscarou pestanejar: _Já está tudoconcluído, perfeito, esclarecido  resolvido o mal-entendido...Todo nó, desfeito! 
maio de 2015 TERESA JARDIM

gozação

Imagem
EGOTRIP
EGO LÓGICOEGO EXCÊNTRICAEGO LATIA
GOGÔÉ GOL STRIPAGOGÔ/ MARACAMATRACA/ BATUCASINUCA DE BICOPEDAÇO DE LUASEU LEQUE/ MO REGAERE- FLETE NU KABELOVIOLON SE-LO TE REZA RIA_HI!

13.MAIO.2015
Teresa Jardim
Dedico essa página a memória da Vó Licota Maria da Liberdade Sarmento de Medeiros(nascida a 13.05,1888faleceu em meados da década de 80.)

dinheiro/ capital/ fuleragem l

Imagem
dinheiro/ capital/ fuleragem  l



DA MORDOMIA SEM DIPLOMACIA
PRIMO RICO E NOBRE/ RIMA POBRE
BRASIL DE CONTRADIÇÕES
DO BOIA FRIA/ OPERÁRIO RESFRIADO
AO IDOSO/ PROLETARIADO RESISTENTE
E O FAMIGERADO BANQUETE QUENTE
DA ALTA BURGUESIA E REGALIAS

DOS PATRIMÔNIOS FINANCEIROS
RESGUARDADOS PRIVILEGIADOS
RECATADÍSSIMOS
A AUTO- ESTIMA SATURADA
SANGRADA E CALEJADA
DE GRANDE PARTE DE UM POVO
ASFIXIADO/ ACUADO SIM
PELA PROPAGANDA CRUEL

DE UM TEMPO AINDA PERDIDO NO TEMPO...


20.09.2003

Teresa Jardim





luciana borges/ 2015

Imagem
Luciana

ETERNA BUSCA                                                                                                                                          
Procuro uma mão que segure a minha
Como um ser social buscando a paz
Segurança trazida por este corpo a meu lado
Que possa abraçar quando sentir solidão
Na certeza de que sempre estará aqui
Tranquilizando meus medos de enfrentar o mundo
Procuro os olhos que me sorriem quanto escondo os meus
Na incerteza e contradições de tudo
Um lugar onde posso repousar meu corpo cansado e sofrido
E sempre estará lá
Bastando que eu chegue e me sinta em casa
Um refúgio onde possa me aquecer do frio do mundo

Será eu esta mão solitária?
Desviando dos abismos da entrega
Assim estou e me sinto
Olhos brilhantes serei eu?
Vagando a encontrar razões para lutar
Neste sombrio mundo onde não se pode esperar por ninguém!!!

Luciana Maria Borges/ 2015Geógrafa, bióloga, compositora, escritora, cantora, amante da natureza da música, do bom senso e do respeito. Amante da vida, do …

acontece

Imagem
 ACONTECE


as coisas acontecemparalelasconcomitantes
o depois  sucede-seao agorasimultâneo ao anteso temponão atravessa-lhesa alma

parecem serem eternos

08.05.2015TERESA JARDIM
______________________________________________________________________________________________







_____________________________________________________________________________________________

Maria e seus Malucos

Imagem
Um mutanteMaria e Seus Malucos



























Um mutanteMaria eSeusMalucos
Um mutante
Por tudo
É melhor que tenhas medo
de mim
Hoje sou sempre a mesma
Ao mesmo
tempo sou outra coisa
Irreconhecível
Um mutante
Mas sou assim
São apenas minhas
personalidades
Movidas a sentimento
A concentração do momento!
Uma aprendiza de longa data
Receio em
tudo
Aberta a tudo com restrições
Inocência sábia!


////////////////
http://letras.mus.br/maria-seus-malucos/

   mutante - MARIA E SEUS MALUCOS   confira no youtube o potencial musical   dessa autêntica banda de rock autoral

Cairo Assis Trindade

Imagem
LEMA
andar, olho aberto & atento,pela avenida da vida,vendo em cada um, o irmão;
levar, nos braços, abraços.na voz, um pouco de luz,no peito, a revolução;
ser, do amigo, um companheiro,do ser amado, cúmplice, aliado,fazer do amor, uma bandeira;
procurar, no corpo do outro,o prazer e a liberdade,além do corpo: da alma.


( do Zine Autoral Liberatura")deCairo Trindade
 na foto: Cairo e Denise Trindade

desígnIos

Imagem
DESÍGNIOS

As vezes temos que cavar
Fundo para encontrarmos
Água de poesia 
Por vezes jorra e derrama
E não se colhe o poema

Muito do que se sabe
Fica guardado
Para a hora certa
Pelas mãos e pela boca 
Exatas;  e o principal:

_ Pela boa vontade da Vida.

06/05/2015
Teresa Jardim

fundinho do baú

Imagem
A NATUREZA PEDE PAZ

E a cada dia
O coração se aquece
Em um novo alvorecer
Mesmo se estamos dormindo
Quando o sol nasce
Já sentimos o conforto
Do calor que se aproxima
Uma energia vital
Que nos anima...

E daí podemos sentir
O pulsar latejante
Da mamãe natureza verdejante
A esboçar um sorriso matinal
Espreguiçar sincronizada
Com o respirar profundo da Terra
E exclamar; Estou viva!
Entre filhos e amigos
Pra mais um dia de paz

  Teresa Jardim

(publicado no "Diário de Catalão" em 18.09.2003)

nostagia

Imagem
NostalgiaQuando a caneta quer se tornar obsoleta?
Só quando está ausente, distante da gentePorque quando está presente é a escolhidaCaneta amiga é fina e não gosta de brigasMas nos reencontraremos muito em breve
Juntinhas fazermos os poemas dos deuses

Enquanto isso nasce uma ideia no tecladoTudo bem certo e metrificado, como todosOs poemas que bem se faziam no passado!No colo do papiro quando a pena escrevia
De leve molhada a tinta nanquim escreviaDedicava autografando o livro de poesias  02/05/2915 às 19:15 h    Teresa Jardim 


freedom

Imagem
RETORNO
As coisas estão guardadas
Seu quadroMinha fotoSeu retrato

Nosso coração está intactoNão precisamos de um pactoNem da senha para ler na vidaUm poema que tenha luz branca

E a alma negraO poema que declaraMinha cara

Sua coragemO jeito com que se respeitaA vida em liberdade
05:3502/05/2015TERESA JARDIM